Categoria:

4 técnicas para fotografar com pouca luz

<i class="fab fa-whatsapp" aria-hidden="true"></i> Share on whatsapp
<i class="fab fa-facebook" aria-hidden="true"></i> Share on facebook
<i class="fab fa-telegram" aria-hidden="true"></i> Share on telegram
<i class="fab fa-twitter" aria-hidden="true"></i> Share on twitter

Aprenda como fotografar com pouca luz e fazer fotos desejadas pelos clientes certos!

Para fazer profissionais e desejadas pelos clientes, precisamos buscar por boas luzes, que tenham grande intensidade. Porém, muitas vezes nos encontramos em uma situações onde precisamos fotografar com pouca luz no ambiente, nesse momento você precisa dominar o seu equipamento para conseguir fazer boas fotos, independente da situação. E é isso que você vai aprender nesse post!

Antes de tudo, quero te contar algo importante. Talvez seja contra senso da maioria dos fotógrafos, mas eu praticamente não uso luzes artificiais durante os meus dos ensaios, seja flash ou led. ❌

Não estou dizendo que as luzes artificiais são ruins! Pelo contrário, gosto de usá-las sempre que necessário ou para causar algum efeito diferenciado.

Porém, a grande sacada na minha fotografia aconteceu quando eu entendi como a luz se comporta no ambiente. A partir dali passei a saber como fotografar com pouca luz em qualquer cenário e mesmo assim, conseguir fazer fotografias profissionais e desejadas.

Mulher posando para foto na rua de noite, como fazer fotografias com pouca luz

#01 – Aproveite a luz natural para fotografar com pouca luz 

Você já percebeu que a luz do sol oferece infinitas possibilidades de iluminação nos ensaios?

Para usá-la e ter um resultado incrível, é preciso ficar atento para alguns pontos, como os melhores horários indicados. Eu recomendo fotografar ao amanhecer ou entardecer. 

Nesses períodos a luz solar não é tão dura e vinda de cima. Isso faz muita diferença no resultado das suas fotos, porque quando a luz é dura a projeção de sombras é muito maior.

Recomendo também que você preste atenção em como a luz solar entra no sensor da sua câmera. Ela não pode entrar de forma direta, para evitar riscos ao seu equipamento.

O ideal é que os feixes de luz entrem no sensor da câmera pela diagonal, de lado, de cima pra baixo ou de baixo pra cima, nunca de frente. Para isso, basta inclinar sua câmera aos poucos até ter uma entrada de luz certeira.

Se você perceber que a fotografia embaçou demais ou está sem nitidez, é sinal que o sol entrou de frente no sensor.

#02 – Fique atento à angulação

Calma, não vamos desenterrar as aulas de matemática! 😅 Você precisa entender como a luz reflete no objeto de foco da sua fotografia, de acordo com o ângulo que ela foi projetada. Dependendo da angulação, você consegue dar mais textura à fotografia.

É como se você fosse literalmente desenhando com a luz de acordo com a angulação.

Faça um teste: fotografe a mesma cena com o ângulo a 90 graus e depois em 45 graus. A forma como a luz e as sombras são projetadas é completamente diferente conforme você for variando as angulações.

Lembre-se: luz e sombra são coisas complementares, portanto aprenda a trabalhar com sombras também. 

Agora, eu indico NÃO colocar uma luz dura direta no fotografado. Use uma luz mais suave/dissipada para dar uma boa textura na foto usando o jogo de luzes e sombras. Tente projetar a iluminação em um ângulo de 45 graus. Você vai perceber que esta técnica dá textura e tridimensionalidade à foto.  

Mesmo em condições com pouca luz, tente fazer esta angulação. Caso você esteja num local mal iluminado, como é o caso da imagem abaixo, procure alguma fonte de luz natural.

Se liga nesse exemplo:  

Menina posando para foto sentado em sofá, exemplo de como fotografar com pouca luz

As condições de iluminação eram precárias, então eu abri uma janela e pronto! Perceba como a angulação mais lateral, neste exemplo fez diferença, já que a luz também vinha daquela direção.

A grande dica é: mude o ângulo de acordo com a direção a luz.

#03 – Pense diferente ao fotografar com pouca luz

Se você está pensando que somente o sol vai te ajudar em lugares com pouca luz, está muito enganado! Fotografar com pouca luz vai exigir de você, além da técnica, muitas ideias fora da caixa. 

Em muitas situações você vai se deparar com locais onde sua forma de lidar com pouca luz será responsável por “salvar” a foto.

Em eventos noturnos, por exemplo, você tem muitas fontes de luzes e nuances diferentes no ambiente e por isso, precisa saber como trabalhar com cada uma elas. 

Observe a foto abaixo, será que você adivinha como eu iluminei essa fotografia?

Foto dos padrinhos de casamentos sendo iluminados por luzes de jardim, como fotografar com pouca luz

Tempos atrás, eu fotografei um casamento e queria fazer uma imagem legal com os padrinhos em um ambiente externo. Mas, nem o flash e nem o led iam dar conta de iluminar toda essa galera porque estava muito escuro.

Então o que eu fiz? Aproveitei a iluminação daquelas luzes de jardim, projetadas nas árvores, sabe? E posicionei os padrinhos ali Normalmente esse tipo de luz, que vem de baixo pra cima não é boa, mas mesmo assim, o resultado ficou bacana!

Quando falei sobre pensar fora da caixa, estava me referindo a isso. Olhar a sua volta e perceber o que mais existe ali que pode te ajudar a fazer uma boa foto. Saiba como criar uma composição interessante com a luz disponível no ambiente.

Até porque se você deseja ser um fotógrafo desejado no mercado, você precisa ser a pessoa que encontra soluções e não problemas.

Parece simples, mas isso vai fazer uma diferença enorme no seu trabalho. Aliás, dentro do eu curso Poder de Autoria está cheio de dicas e técnicas como essas.

#04 – Fotografe em RAW

Você pode estar pensando: o que isso tem a ver com fotografar com pouca luz? 🤔

E eu te digo: tem tudo a ver!

Quando você entende como a luz se comporta, percebe que fotografar em RAW é valioso! Fotografando em RAW você consegue ajustar com mais naturalidade a luminosidade na pós-produção. Isso é importantíssimo quando se fotografa com pouca luz. 

O modo RAW possibilita editar a configuração do tempo de exposição da imagem, do balanço de branco, além de recuperar alguns pontos na luz. Caso você fotografe com o fotômetro 1 ou 2 pontos para acima ou abaixo do indicado ainda poderá recuperar a luz na edição.

Mas, vale ressaltar também que a edição não tem que ser “a salvação” das suas fotos, hein? A pós-produção precisa recuperar detalhes, ajustar a luz e contraste e deixar o tom de acordo com sua autoria. Porém, se a sua técnica de fotografia não estiver boa, não deposite sobre a edição toda a responsabilidade do seu sucesso.

O segredo está na forma de pensar na hora do clique.

Por falar nisso, no meu Instagram eu repasso diariamente algumas pílulas de conteúdo sobre fotografia. Quer ter acesso a essas dicas? É só clicar aqui

Cola comigo e vamos dominar a fotografia, seja com pouca ou muita luz! 😂

Robison Kunz
Fotógrafo e Mentor
Site | Instagram | Youtube

Robison Kunz

Robison Kunz

Especialista em fotografar pessoas, Robison Kunz é conhecido pelo seu trabalho inovador em fotografar casamentos e ensaios. Através de uma linguagem simples, porém ousada. Em pouco tempo de profissão incorporou um estilo próprio e hoje quem aprecia suas fotografias, logo identifica o autor. Tem como principal característica os momentos decisivos para contar histórias de casamento e a direção de pessoas para criar fotografias espontâneas nos ensaios fotográficos.

Conheça o meu Curso Online

Um passo a passo para tornar a sua fotografia desejada pelos clientes a ponto de dobrar o seu faturamento.